O MASSACRE DE ORLANDO: AMÉRICA E TERRORISMO

bule13verde

A frustração e falta de perspectivas sociais geradas pela crescente pobreza da sociedade norte-americana somadas a presença de um discurso religioso e político ultraconservador expresso por variada…

Fonte: O MASSACRE DE ORLANDO: AMÉRICA E TERRORISMO

Ver o post original

Anúncios

O MASSACRE DE ORLANDO: AMÉRICA E TERRORISMO

A frustração e falta de perspectivas sociais geradas pela crescente pobreza da sociedade norte-americana somadas a presença de um discurso religioso e político ultraconservador expresso por variadas seitas religiosas que se dizem cristãs, pelo Tea Party e o protofascismo de Donald Trumph – os quais, aliás somados tem impedido qualquer alteração que limite ao acesso e posse às armas de fogo – ajudam a decifrar o caldo de cultura em nascem os espasmos de barbárie e intolerância, os crimes de ódio como o ocorrido em Orlando.Em síntese: o problema não é o terrorismo, não são os árabes, mas a “América”. Uma sociedade doente, enferma.

Fonte: O MASSACRE DE ORLANDO: AMÉRICA E TERRORISMO

A MÍDIA, A VIOLÊNCIA SIMBÓLICA E A DISSEMINAÇÃO DOS CRIMES DE ÓDIO

Primeiramente, #ForaTemer
Segundamente: #Fim$TF #FimSTF #FimTvGlobo #FimDoPolíticoProfissional #MachistasFascistasNãoPassarão #DefendDemocracyinBrazil

#PorUmPaísSemExcelênciasEMordomias

Sustentabilidade e Democracia

dylan-storm-roof-1

Foto: Dylann Roof, 21 anos, principal suspeito dos ataques à histórica Igreja da comunidade negra de Charleston, nos EUA.

Autor: Sandro Ari Andrade de Miranda, advogado, mestre em ciências sociais.

O crescimento dos crimes de ódio é um fenômeno global! Sustentada por preconceitos e por valores fundamentalistas, temos observado uma onda de violência desmedida em diversos lugares do planeta, exatamente no momento em que explodem os meios de comunicação, o que, em tese, deveria garantir maior acesso à informação.
O ataque a igrejas das comunidades negras nos Estados Unidos, o espancamento de casais homoafetivos nas metrópoles brasileiras ou, simplesmente, de pessoas que se acredita serem homoafetivos (como num caso recente onde pai e filho foram espancados por simples manifestação de carinho), o incêndio criminoso de mesquitas na França, o massacre diário de palestinos pelo governo de Israel, são apenas alguns exemplos de aberrações que vivenciamos todos os…

Ver o post original 925 mais palavras